TENHO SEDE DE TI SENHOR

0

Vivemos um momento diferente de todos os outros, imersos numa pandemia mundial. O atual cenário de isolamento cada vez mais acentuado e extremamente necessário, ocasionou uma série de atitudes diferentes em nossa vida, além de gerar profundas reflexões, aqui destaco uma delas: Quando voltarei a Igreja? quando participarei da missa novamente? quando receberei o Corpo e Sangue de Cristo? e os membros da minha comunidade, quando voltaremos a nos encontrar? São perguntas cujas respostas só poderão vir com o tempo.
Deveríamos também, aproveitar desta ocasião para nos questionar: Quantas vezes deixei de ir a missa por preguiça? Priorizei outros momentos, por achar que a missa é sempre a mesma coisa, ou talvez por que no meu entender aquele padre fala muito? que aquele irmão (ã) quer ser o dono (a) da igreja, ou por achar que o final de semana é especificamente para descansar e fazer lazer ? E Deus? Não sobra um tempo se quer para está com minha familia na igreja, alimentando a fé e a esperança pela Palavra e pelo mistério celebrado? Os obstáculos são impostos por nós mesmos! se a missa é no inicio da manhã, ah… é muito cedo! se é aproximadamente ao meio dia, até queria, mas, temos que cuidar do almoço! se é no fim da tarde, tenho que descansa! se é a noite, hun… não dá porque tenho que arrumar as coisas para o dia seguinte. A vida é feita de escolhas e cabe a nós escolher a melhor parte, Deus não exige muito de nós.
Quantas vezes fui a missa porém, não comunguei, pois estava em pecado, alimentei sentimentos ruins em relação a familia (pais e filhos), vizinhos, amigos e no meu trabalho e por que não dizer também na minha igreja?quantas vezes diante do pecado cometido, não pedi perdão, não perdoei e não busquei a confissão.
Hoje, sinto falta da missa, da confissão, daquele padre, daquele ministerio, dos membros do meu grupo. Talvez, hoje lamento por tudo isso, por não ter aproveitado as oportunidades que tive, por não ter reconhecido Jesus no irmão, por não ter participado da missa e comungado, por não ter abraçado o meu próximo. Hoje arrependido, sentindo falta de tudo e de todos, bato no peito, peço perdão e digo: TENHO SEDE DE TI SENHOR.

Pe. Admilson de Jesus
PSJBatista de Vinhais

Share.

Comments are closed.