SJR: Irregularidades levam artistas a pedirem anulação de edital de seleção para o São João 2020

0

Após observar indícios de fraude no Edital de Seleção n° 001/2020 lançado pela Secretaria de Cultura de São José de Ribamar para seleção de artistas para apresentação do São João 2020, artistas ribamarenses entraram ontem, com uma Ação Popular denunciando as irregularidades e pedindo a anulação do edital. Segundo os artistas, as inscrições foram abertas um dia antes da publicação do edital no site da prefeitura.

No endereço eletrônico é possível confirmar a irregularidade. De acordo com as publicações, o edital possibilita inscrições entre os dias 10 e 15, das 8 às 17h. O problema é que ele só foi publicado às 18.01h do próprio dia 10, ou seja, horário posterior ao encerramento do primeiro dia de inscrições. A pergunta que os artistas têm feito é: Como eles conseguiriam fazer a inscrição sem um edital que informasse os documentos e procedimentos necessários?

Outra reclamação é em relação ao tempo disponibilizado para as inscrições. É que, além de perderem a oportunidade de se inscrever no dia 10 – por causa da ausência do edital – a Prefeitura de São José de Ribamar decretou ponto facultativo no dia 11, em decorrência da celebração do Corpus Christi. Desse modo, os artistas teriam apenas ontem, sexta-feira (12), e a segunda (15) para providenciar uma extensa lista de documentos que ainda precisam ser autenticados e entregues fisicamente na Secretaria de Cultura, já que os dias 13 e 14 são fim de semana.

As denúncias também viralizaram nas redes sociais. Por meio de um vídeo, o artista Kadu Ribeiro chamou a atenção da comunidade e classe artística ribamarense. “Tá bem claro que ali tem maracutaia para beneficiar os apadrinhados políticos. O edital foi lançado na noite do dia 10, dia 11 é feriado, hoje é sábado e depois domingo, e a inscrição termina na segunda-feira (15). Me diz aí se o artista tem tempo de levantar uma lista de documentos nesse tempo corrido? Não tem como!”, desabafou.

Por Luís Cardoso

Share.

Comments are closed.