Seleção masculina de vôlei se recupera e vence os americanos nas Olimpíadas

0

Campeã nos Jogos do Rio, a seleção brasileira masculina de vôlei se recuperou nas Olimpíadas de 2020. Na madrugada desta sexta-feira, derrotou de virada os Estados Unidos por 3 sets a 1, com parciais de 30/32, 25/23, 25/21 e 25/20, na Ariake Arena. Assim, ficou muito próxima da classificação às quartas de final.

Jogadores da seleção de vôlei comemoram ponto durante vitória sobre os Estados Unidos
Foto: Manu Fernandez / AP

O Brasil vem oscilando na sua participação nas Olimpíadas. Após vencer a Tunísia por 3 a 0 na sua estreia, sofreu, mas derrotou a Argentina na segunda rodada, de virada, por 3 a 2. Porém, perdeu para os russos por 3 a  0 na sequência. Na rodada final da fase de grupos do vôlei, no sábado, vai encarar a França, às 23h05 (horário de Brasília).

O técnico Renan colocou a seleção em quadra sem novidades, mesmo após a derrota no compromisso anterior pelas Olimpíadas. A escalação titular teve Bruninho, Wallace, Maurício Souza, Lucão, Leal e Lucarelli, além do líbero Thales. E o início do jogo foi péssimo. A equipe sofria com a velocidade do ataque norte-americano e levou os cinco primeiros pontos do duelo. 

Aos poucos, porém, se recuperou, passando a jogar mais pelas pontas. Virou o placar para 9 a 8 e chegou a fazer 16 a 13, mas permitiu a aproximação dos americanos liderados por Matt Anderson que anotou 12 pontos na parcial. Os times passaram a se revezar na liderança do placar, Renan trocou Leal por Maurício Borges para melhorar o passe, mas os Estados Unidos fecharam o primeiro set em 32 a 30, após 45 minutos.

Reação brasileira

No segundo, o Brasil não repetiu a oscilação inicial do primeiro. Assim, abriu 13 a 9 e 22 a 18, a partir da evolução do seu saque e da defesa. Mas cometeu erros bobos, permitindo que os Estados Unidos igualassem o placar em 22 a 22. Porém, conseguiu fechar a parcial em 25 a 23, em um ataque de Allan, igualando o jogo. 

O terceiro set foi tranquilo para o Brasil. Após um início igual, a seleção deslanchou após dois aces de Lucarelli, fazendo 10 a 7. Abriu 21 a 16 e, sem sustos, triunfou na parcial por 25 a 21, em um ataque de Lucão, fazendo 2 a 1 no duelo. 

Na quarta parcial, a seleção enfrentou algumas dificuldades no começo, permitindo que os norte-americanos abrissem 7 a 4. Mas conseguiu a virada para 9 a 8 e não teve mais a sua vantagem ameaçada. Abriu 17 a 12, viu os Estados Unidos lutarem, mas assegurou o triunfo por 25 a 20, fechando o jogo em 3 a 1.

Fonte: CNN Brasil

Share.

Comments are closed.