Segundo acampamento de membros do CV é encontrado em matagal da Infraero

0

Guarnições do 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM) descobriram, no início desta semana, mais um acampamento da facção criminosa Comando Vermelho (CV), dentro do matagal da Infraero, na área da Vila Cotia, zona rural de São Luís. Os policiais apreenderam diversos materiais, como balança de precisão, coletes balísticos, carregadores de radiocomunicação e bolsas femininas que seriam roubadas. Também foram encontrados apetrechos utilizados para embalar entorpecentes. De acordo com o tenente-coronel Marcelo, comandante do 6º BPM, os policiais não encontraram nenhum bandido no acampamento. O material apreendido foi levado à Delegacia Especial da Cidade Operária (Decop).

Primeiro acampamento

Uma operação policial resultou, há duas semanas, na apreensão de vários pacotes de entorpecentes e três armas de fogo, em um acampamento de faccionados na área de matagal localizada na Vila Cotia, na região do Conjunto São Raimundo, em São Luís.

Dentre os objetos recolhidos, há uma pistola .40, pertencente à Secretaria de Segurança Pública do Estado de Tocantins, e coletes balísticos. A apreensão do material aconteceu durante o sábado, 19, depois que cinco membros de uma facção criminosa invadiram uma residência na Rua do Muro, na Vila Cascavel, em São Luís, e levaram vários objetos, incluindo uma TV e aparelhos de som. Após o caso ter sido relatado ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), policiais militares fizeram a incursão na zona de segurança do Aeroporto Internacional de São Luís, em uma área de matagal pertencente à Infraero.

Segundo o tenente-coronel Marcelo, os militares observaram de longe uma movimentação estranha dentro do mato. Eram faccionados reunidos em um acampamento. Até redes de descanso estavam amarradas entre as árvores. Após ouvirem os policiais pedindo que se entregassem, os criminosos começaram a atirar, o que deu início a um confronto.

Desse confronto, conforme o tenente-coronel, dois criminosos foram baleados e levados ao Hospital Municipal Doutor Clementino Moura (Socorrão 2). Outros conseguiram fugir ao correrem em direções opostas dentro do matagal. Mas as equipes conseguiram prender João Vinícius de Araújo Barros, o “Cabeça”, de 26 anos. Ele estava foragido da Justiça, pois há em seu desfavor um mandado de prisão preventiva decretado.

Um adolescente de 16 anos foi apreendido nessa ação policial. No acampamento, de acordo com o comandante Marcelo, foram encontradas três armas de fogo, sendo uma pistola .40, modelo Taurus, da polícia tocantinense, contendo 9 munições intactas; uma escopeta calibre .12, contendo 12 munições intactas, e uma espingarda de fabricação caseira, de calibre .20. Também foram recolhidas munições de calibre .38 e um colete balístico de uma empresa de segurança privada.

Além de vários pacotes de maconha, cocaína e crack, e três balanças de precisão, que estavam sendo utilizadas já na pesagem das drogas. Alguns objetos que haviam sido levados da residência na Vila Cascavel pelos faccionados foram recuperados no matagal. O comandante do 6º BPM disse que foi solicitado apoio do Batalhão de Choque, Comando de Operações de Sobrevivência em Área Rural (Cosar) e Grupo Tático Móvel (GTM), para que seguissem os rastros daqueles que escaparam ao cerco, mas as equipes não obtiveram êxito nas incursões.

Fonte: Jornal Itaqui-Bacanga.

Share.

Comments are closed.