Sarney exalta papel das Forças Armadas para rechaçar ataque à democracia

0

O ex-presidente José Sarney, o primeiro civil a assumir o poder após a ditadura militar, ressaltou nesta segunda (4) o dever das Forças Armadas de garantirem a lei e a ordem “por iniciativa de quaisquer um dos Poderes Constitucionais”.

Em nota, Sarney afirma que “sob a égide desses princípios, como tenho dito várias vezes — não há hipótese de qualquer ameaça à democracia”.

A fala ocorre após o presidente Jair Bolsonaro enaltecer parceria com as Forças Armadas durante protesto que pedia o fechamento do Congresso e do Supremo neste domingo (3).

O ex-presidente também se solidarizou aos jornalistas que “foram vítimas de brutal agressão, em atentado contra a liberdade de imprensa”, numa referência às agressões sofridas no último domingo, em frente ao Palácio do Planalto, pelos jornalistas Dida Sampaio e Orlando Brito, entre outros. 

Leia a íntegra da nota do ex-presidente José Sarney.

“Estudioso da História do Brasil, sei e admiro a grande contribuição das Forças Armadas ao País.

Como Presidente da República que fez a transição democrática, coordenei com os líderes da Assembleia Constituinte e os comandantes militares o texto em que a Constituição dá às Forças Armadas a incumbência de “garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem”.
Sob a égide desses princípios, como tenho dito várias vezes — não há hipótese de qualquer ameaça à democracia.

Ao mesmo tempo quero declarar minha total solidariedade aos jornalistas que foram vítimas de brutal agressão, em atentado contra a liberdade de imprensa.”

Fonte: CNN Brasil.

Share.

Comments are closed.