Heat faz 4 a 2 nos Celtics e encara os Lakers na final da NBA

0

Primeiro, eles atropelaram o Indiana Pacers. Depois, derrubaram o Milwaukee Bucks do MVP Giannis Antetokounmpo. E nesse domingo, eliminaram o talentoso Boston Celtics do maestro Brad Stevens. O Miami Heat fez o que poucos imaginavam lá no comecinho da temporada: encantou sem superastros mas com um jogo eficiente, derrubou favotitos e chegou à final da NBA pela primeira vez em sua era pós-LeBron James. A classificação veio com uma vitória por 125 a 113 sobre o tradicional time verde, fechando a final da Conferência Leste em 4 a 2.

O grande nome da noite foi Bam Adebayo, que se agigantou para conduzir sua equipe com maestria, dominante no garrafão do time de Massachusetts ao conseguir 32 pontos e 14 rebotes. Na quarta-feira, às 22h, o Heat volta à quadra para o primeiro duelo contra os Lakers na grande final.

Tudo que o torcedor dos Celtics queria era um Jayson Tatum consistente. Não foi o que aconteceu. Apesar de sair de quadra com 24 pontos e 11 assistências, o craque sofreu da síndrome do vagalume: nenhum ponto no primeiro quarto, 12 no segundo, 5 no terceiro e 7 no último. Jaylen Brown conseguia ser regular, e com boas partidas de Marcus Smart e Kemba Walker, o Boston seguiu firme na batalha.

O Heat se apoiava em Jimmy Butler e Bam Adebayo. E se Butler sumia no segundo tempo, Adebayo decidia seguir seu show. O pivozão estava mordido, havia se responsabilizado pela derrota no jogo 5, e acabou se redimindo com uma noite de estrela. Para azedar a situação para os Celtics, coadjuvantes como Iguodala, Tyler Herro e Duncan Robinson decolaram no segundo tempo.

Jaylen Brown, Marcus Smart e Grant Williams davam ótimas contribuições defensivas, mas o conjunto do Miami estava determinado a avançar à grande final. No último quarto o Heat se impôs, vencendo a parcial por 37 a 27 e ajustando sua defesa por zona de maneira que os Celtics voltaram a ter dificuldades ofensivas. O time local abria 14 pontos num piscar de olhos, o Boston estava eliminado.

Fonte: Globo Esporte.

Share.

Comments are closed.