Governo Federal substitui portal sobre Covid-19 por site com informações básicas

0

Depois de retirar do ar por um dia o site que mantinha sobre informações detalhadas a respeito da Covid-19, o Ministério da Saúde atualizou a página na internet com informações básicas. O site traz apenas as informações sobre os casos de pessoas recuperadas da doença, os casos de novas contaminações e os óbitos.

Todas as demais informações históricas da doença não estão mais disponíveis.

Na página, o governo informa que “o processo de atualização dos dados sobre casos e óbitos confirmados por Covid-19 no Brasil é realizado diariamente pelo Ministério da Saúde através das informações oficiais repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde das 27 Unidades Federativas Brasileiras” e que esses “dados fornecidos pelos Estados são consolidados e disponibilizados publicamente todos os dias, em torno das 19h”.

Não é o que ocorria até então. Durante semanas, o Ministério divulgava as informações até as 17 horas, com coletivas de imprensa para detalhar os dados. Depois, passou a atrasar essas informações sucessivamente, até chegar ao horário das 22 horas.

Desde a sexta-feira (5), o governo tem sido criticado pela mudança da forma de divulgar os dados.

Lideranças políticas, instituições e representantes do Judiciário e Legislativo reagiram à decisão de reduzir a publicidade das informações.

A despeito da subnotificação de casos pelo País, o futuro secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Carlos Wizard, disse que os números precisavam de “critérios mais apurados”.

O Ministério da Saúde enviou uma nota sobre sobre a mudança:

A plataforma passa por ajustes e voltará ao ar. Neste sábado (6), o Boletim do Ministério da Saúde será publicado às 22h.

O posicionamento do governo federal foi publicado pelo presidente:

O Ministerio da Saúde adequou a divulgação dos dados sobre casos e mortes relacionados ao Covid-19.

Ao longo do enfrentamento da doença, a coleta de informações evoluiu com capacitação e serviços laboratoriais. As medidas, assim, permitem obter dados mais precisos sobre cada região.

A divulgação dos dados de 24 horas permite acompanhar a realidade do país neste momento e definir estratégias adequadas para o atendimento a população. A curva de casos mostram as situações como as cenários mais críticos, as reversões de quadros e a necessidade para preparação.

Ao acumular dados, além de não indicar que a maior parcela já não está com a doença, não retratam o momento do país. Outras ações estão em curso para melhorar a notificação dos casos e confirmação diagnóstica.

As rotinas e fluxos estão sendo adequados para garantir a melhor extração dos dados diários, o que implica em aguardar os relatórios estaduais e checagem de dados.

Para evitar subnotificação e inconsistências, o Ministério da Saúde optou pela divulgação às 22h, o que permite passar por esse processo completo. A divulgação entre 17h e 19h, ainda havia risco subnotificação. Os fluxos estão sendo padronizados e adequados para a melhor precisão.

Com informações Estadão

Share.

Comments are closed.