Fogo amigo pré-eleitoral enfrentado por Edivaldo Júnior

0

O debate desta quarta-feira, 13 entre o deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB) e o secretário municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros, foi a senha.

As críticas à gestão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) devem aumentar à medida que o processo eleitoral de 2020 se aproximar.

A abordagem do tema foi feita ontem pelo blog Atual7. (Leia aqui)

Até por uma questão de lógica, a atual gestão deve ser cobrada pela ausência de serviços urbanos básicos, como asfaltamento e recuperação de ruas, limpeza urbana e atendimento de saúde.

E os ataques devem vir diretamente da base do governo Flávio Dino (PCdoB), onde proliferam candidatos, a exemplo de Duarte júnior.

Têm os mesmos objetivos do comunista os deputados federais Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e Bira do Pindaré (PSB), o estadual Neto Evangelista (DEM), além do comunicador Jeisael Marx (sem partido).

E para eles, ser avalista da atual gestão significa apresentar bons serviços, obras em profusão e legado para mostrar.

Caso contrário, ficarão para trás na preferência do eleitor.

Para suplantar o bombardeio – e até para se colocar em posição de influência no processo eleitoral – caberá a Edivaldo dar respostas imediatas ao abandono das ruas e avenidas, proliferação de matos e alagamentos, sobretudo neste período de chuvas.

O prefeito terá dificuldade de conviver com os vários candidatos a prefeito da base, que precisarão convencer o eleitor de que podem ser diferente.

E pra ser diferente, precisam ser melhores que Edivaldo, o que torna inevitável a comparação entre o que São Luís é o que ela pode ser.

Pior para a gestão do pedetista…

Por Marco Aurélio DEça

Share.

Comments are closed.