“Fico preso mais cem anos. Mas não troco minha dignidade pela minha liberdade”, afirmou LULA

0

Preso há um ano e 19 dias, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou à imprensa pela primeira vez, nesta sexta-feira 26. Ele foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá, pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).

A entrevista exclusiva, em uma sala na sede da Polícia Federal em Curitiba, foi concedida aos jornalistas Florestan Fernandes, do El País, e Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, depois de uma batalha judicial na qual a entrevista chegou a ser censurada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), mas teve decisão revista na semana passada pelo presidente da Corte, Dias Toffoli.

Em duas horas e 10 minutos de conversa, o ex-presidente falou da vida na prisão, da morte do neto, do governo de Jair Bolsonaro (PSL), das acusações de corrupção que sofre e da possibilidade de nunca mais sair da prisão.

“Fico preso mais cem anos. Mas não troco minha dignidade pela minha liberdade”, afirmou o petista ao reafirmar sua inocência.

Questionado sobre a possibilidade de nunca mais sair da prisão, respondeu: “Não tem problema”, e completou: “Eu tenho certeza de que durmo todo dia com a minha consciência tranquila. E tenho certeza de que o [procurador Deltan]Dallagnol não dorme, que o [ministro da Justiça e ex-juiz Sergio]Moro não dorme”.

Assista a íntegra da entrevista:

Por Atual7
Share.

Comments are closed.