Ex-secretário de Dino expõe possível negociação de votos e apoio por cargos no Palácio

0
Neste sábado (21), nas redes sociais, Márcio Jardim fez uma grave denúncia e que o Ministério Público Eleitoral precisa ficar atento, para que a eleição não seja manchada pelo abuso do poder econômico e/ou eleitoral.
Inicialmente, Jardim questionou uma declaração dada pelo candidato do Republicanos, Duarte Júnior, se referindo aos senadores do Maranhão. “Eduardo Braide com aqueles senadores traidores vão perder nas urnas”, teria dito Duarte.
No entanto, mais grave foi a outra afirmação feita por Márcio Jardim. O ex-secretário de Esporte afirmou que um secretário adjunto do Governo Flávio Dino estaria ligando, dentro do Palácio dos Leões, para coagir petistas com cargos na gestão comunista para seguir com Duarte Júnior.
Márcio Jardim afirma que o episódio não tem precedentes e é gravíssimo.
Vale lembrar que já teve um secretário do Governo Dino, o secretário Catulé Júnior (Turismo), que escancarou e afirmou claramente nas redes sociais que apoia Duarte, escrevendo e marcando inclusive Flávio Dino, que “missão dada é missão cumprida”. A declaração foi no dia seguinte ao próprio comunista declarar voto em Duarte (reveja).
Pelo visto, já passou da hora do Ministério Público Eleitoral acordar do sono profundo e agir, pelo bem da democracia e do voto livre.
E assim segue a disputa no 2º Turno, uma batalha de Davi contra Golias.
Por Jorge Aragão
Share.

Comments are closed.