E agora Flávio? Maranhão pagou adiantado e foi enganado na compra de respiradores

0

A Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan) informou a O Estado, ontem, que o Maranhão repassou mais de US$ 902 mil para compra de respiradores. A compra, feita por meio do Consórcio dos Governadores do Nordeste, registrou ao todo, 300 aparelhos que, ainda de acordo com a Seplan, somaram mais de US$ 9 milhões.

O Maranhão, assim como os demais estados, repassaram a quantia – que em reais passa de R$ 45 milhões – adiantada à empresa HempCare Pharma. Somente o governo maranhense passou mais de R$ 4,8 milhões adiantados.

Os respiradores nunca chegaram.

Na nota da Seplan, ficou claro que a gestão estadual vai aguardar todo o trâmite das ações da Polícia Civil e do Poder Judiciário da Bahia para reaver a verba pública repassada na transação.

“A empresa contratada pelo consórcio não efetuou a entrega dos respiradores no prazo determinado no contrato. O governo da Bahia e o Poder Judiciário daquele estado estão tomando as providências para a devolução do dinheiro pago pelo Consórcio, tendo obtido o bloqueio judicial dos recursos depositados em contas-correntes dos envolvidos”, diz a nota.

O que mais chama atenção é que do governo do Maranhão não houve qualquer reação nas redes sociais, como de costume. Nada de indignação pela falta de 300 respiradores que farão falta neste momento em que só aumentam os casos no Maranhão, Ceará e em Pernambuco (estados com maior número de contaminados e mortes por Covid-19 no Nordeste).

Estado Maior

Share.

Comments are closed.