Crítico de Bolsonaro é nomeado para cuidar da AL

0

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, nomeou Juan Gonzalez para o cargo de diretor sênior para o Hemisfério Ocidental do Conselho de Segurança Nacional nessa 6ª feira (8.jan.2021). O futuro diretor da pasta, que cuida de assuntos relacionados à América Latina, já fez comentários em tom crítico ao Brasil.

Gonzalez nasceu na Colômbia e cresceu em Nova York. Já ocupou o cargo na administração de Barack Obama, de 2011 a 2013, e foi conselheiro especial de Biden, na época vice-presidente, de 2013 a 2015.

O meio ambiente e a crise climática estão entre as prioridades do governo, e o Brasil sob comando de Jair Bolsonaro pode encontrar problemas para lidar com os EUA em relação a essas áreas.

Além de Biden ter dito, durante a campanha eleitoral, que haveria “consequências econômicas” caso não fossem tomadas providências para combater o desmatamento na Amazônia, o próprio Gonzales já fez comentários em tom crítico ao Brasil.

Em julho de 2020, ele questionou o preparo do país para enfrentar desafios relacionados ao clima.

“A questão para o Brasil é se sua liderança atual está preparada para enfrentar os desafios monumentais de nosso tempo”, afirmou Gonzalez.

Em outubro de 2020, também ao falar sobre mudanças climáticas, ele disse que o tema não deve ser ignorado por ninguém, incluindo o Brasil.

“Em qualquer relacionamento que Joe Biden tenha com líderes ao redor do mundo, a mudança climática estará no topo dessa agenda, e isso inclui o Brasil…Qualquer pessoa, no Brasil ou em qualquer outro lugar, que pensa que pode promover um relacionamento ambicioso com os Estados Unidos enquanto ignora questões importantes como mudança climática, democracia e direitos humanos claramente não tem ouvido Joe Biden durante a campanha

O último comentário foi feito em entrevista ao Huff Post e postado em sua conta no Twitter.

Fonte: Poder360.

Share.

Comments are closed.