Caema admite erro de projeto hidráulico no resindencial Piancó e prejudica milhares de moradores com a falta d’água.

0

O programa ‘Minha Casa Minha Vida’ do governo federal, em parceria com Estados e prefeituras em todo Brasil é um presente de grego. Todas as unidades entregues sem exceção, tem problemas de infraestrutura por conta do despreparo dos órgãos de fiscalização e dos projetos estruturais. Aqui na área Itaqui bacanga, moradores do projeto Piancó estão sem água por conta de erros no projeto hidráulico.

O órgão responsável -no caso a Caema- admite que houve erro e que tem que ser corrigido para que se resolva a situação e que, para isso, terá que mexer nas edificações de todos os condomínios. O inacreditável é que toda e qualquer edificação, principalmente do programa Minha Casa Minha Vida, não podem em hipótese alguma ser liberada para moradia sem o laudo técnico da Caema. E como que todos os blocos do Piancó foram atestados pelo órgão como aptos para moradia? Será que a Contrutora responsável entregou todas as edificações sem laudos técnicos? Mais uma vez o ministério público tem que apurar essa questão de displicência dos órgãos responsáveis pela fiscalização desse programa, principalmente na questão de infraestrutura. Após entrega aos contemplados, os órgãos responsáveis simplesmente deixam os moradores sem nenhuma assistência social. Falta transporte, falta segurança falta saúde, faltam estradas, falta água, falta educação, falta todo o serviço básico para sobrevivência humanitária. Essa questão da falta d’água no Piancó é a prova que o governo tem que se adequar no projeto minha casa minha vida.

Essa questão da Caema é a prova do descaso do poder responsável como todo. Veja o áudio que compromete como todo o órgao da caema responsável por todo o projeto hidráulico do condomínio.

Por César Durans.

 

Share.

Comments are closed.