Adriano critica e denuncia aglomerações em convenções partidárias

0

Apesar do atual contexto de pandemia e do decreto estadual que veda aglomerações, várias situações de desrespeito às regras sanitárias e ao distanciamento social continuam sendo registradas em São Luís e no interior. Isso gerou uma preocupação ao deputado estadual e pré-candidato à prefeitura de São Luís, Adriano Sarney (PV).

Adriano usou a tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira (15), denunciando a irresponsabilidade de partidos políticos e candidatos, que em suas convenções aglomeraram milhares de pessoas. _“Eu queria aqui manifestar um desconforto que estou tendo após ter visto algumas fotos e vídeos de algumas convenções partidárias nos últimos dias. Todos sabem que o Partido Verde foi o primeiro a organizar sua convenção e fiz questão de atender aos protocolos, chamei apenas os pré-candidatos da chapa e investi em tecnologia para que outros correligionários pudessem acompanhar e participar do evento por videoconferência. Mas não falo aqui somente como pré-candidato, mas como deputado estadual. Como é possível que estejamos discutindo formas de volta às aulas seguras que é a coisa mais importante para as crianças e no deparamos com verdadeiras festas pirotécnicas com milhares de pessoas presentes num total descaso com a sociedade que vem sofrendo desde o início da pandemia com todo tipo de restrição?! Como pode o poder público ser tão rígido com os trabalhadores e contribuintes que passaram meses sem poder produzir e nada fazer ou questionar os partidos e pré-candidatos sobre essas convenções feitas para exaltar o quê? A classe política? Os partidos políticos? Ora, é muita hipocrisia no meu ver. Uma vergonha”.

O deputado deu entrada em uma representação no Ministério Público Eleitoral e Estadual, para que sejam apuradas as irregularidades cometidas durante as convenções.

Vale lembrar que no ano que vem, o próximo prefeito será responsável pela vacinação da população contra o coronavírus.

Fonte: Daniel Matos.

Share.

Comments are closed.