Ações da Prefeitura de São Luís de prevenção e combate à Covid-19 já atingiu todas as áreas de risco da capital

0

As ações de combate ao novo coronavírus (Covid-19), que estimula práticas como distanciamento social e uso de máscaras, promovidas pela Prefeitura de São Luís, por meio das equipes da Defesa Civil, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania  (Semusc), já percorreu todas as comunidades das 60 áreas de riscos mapeadas na capital. A iniciativa, realizada diariamente pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, começou logo após a determinação das regras do distanciamento social e terá continuidade em julho.

As chamadas áreas de riscos de São Luís são pontos críticos localizados em bairros como Coroadinho, Vila Palmeira, área Itaqui-Bacanga, Centro Histórico, zona rural I e II, Cohama, Turu e a zona costeira (entre o São Francisco e a Avenida Litorânea). Todos os pontos apresentam encostas e riscos de desmoronamento e são monitoradas pela Defesa Civil da Prefeitura tanto na estação seca, como na estação chuvosa, como forma de prevenção a possíveis ocorrências.

Contabilizando as visitas pelos agentes da Defesa Civil nessas comunidades, de março (início da pandemia) até junho, foram percorridas mais de 300 ruas e travessas, de bairros como Coheb Sacavem,  Jordoa, Sacavem, Salina Sacavém, Vila Cerâmica, Vila Bacanga I e II, Vila Dom Luís, Vila Isabel, Alto da Esperança, Vila Embratel, Mauro Fecury I, Fumacê, Sá Viana, Coroadinho, bairro do São Raimundo, Vila Airton Sena, Jaracati e São Francisco.

“O objetivo principal das abordagens feitas pelos agentes da Defesa Civil foi levar orientação e trabalhar a conscientização dos moradores sobre a manutenção do distanciamento social, fazendo alertas sobre evitar aglomerações, fazer uso de máscaras em locais públicos e estabelecimentos comerciais e a correta higienização das mãos para evitar a propagação do vírus da Covid-19”, ressalva o secretário municipal de Segurança com Cidadania, Heryco Coqueiro.

REFORÇO

Segundo a  superintendente da Defesa Civil, Elitania Barros, as equipes do serviço deverão fazer retornos programados às comunidades já visitadas para reforçar as medidas de prevenção ao novo coronavírus e estimular a população a continuar a manter o distanciamento social e a fazer uso de máscaras. “Todas as 60 áreas de riscos já visitadas, receberão de novo as nossas equipes para fazer esse reforço na conscientização dos moradores e, assim, evitar a propagação da Covid-19”, informa Elitania Barros.

Para realizar as visitas, os agentes do serviço levam em conta a localização das comunidades em áreas de níveis de risco alto e muito alto, como a área do Coroadinho e a área Itaqui-Bacanga.

Share.

Comments are closed.