Abandono e descaso da SEMED ao alugar imóvel do vereador Pavão Filho para anexo de escola

0

Durante visita realizada às escolas municipais, no último dia 16, a Diretoria do Sindeducação aproveitou a ocasião para avaliar as instalações do “Anexo Pavãozinho”, na Vila Janaína, em São Luís, uma extensão da UEB Roseno de Jesus Mendes, localizada no mesmo Bairro. A situação de abandono e descaso constatada no Anexo, é ainda pior que a do prédio principal. Apesar de ter passado por “reparos” em 2018, a escola prossegue com os mesmos problemas denunciados pelo sindicato no ano passado.

Paredes com infiltrações e rachaduras no reboco, além de porta de banheiro improvisada com pano atestam as péssimas condições do imóvel

São salas de aula apertadas e fora do padrão desejável, sem ventilação e de pouca iluminação. Para os banheiros, os professores improvisaram um pano que serve como porta; o reboco, que reveste as paredes, está se desmanchando devido a má qualidade do serviço de reparo realizado; o telhado não possui forro, e a caixa d’água é sustentada por pedaços de madeira que ficam escorados nas paredes de um outro banheiro. Segundo os professores, esse espaço sanitário não é utilizado pelas crianças, apenas por educadores.

Para a presidente do Sindeducação, professora Elisabeth Castelo Branco, a situação vivida pela comunidade escolar é lamentável. “Os educadores convivem com uma bomba relógio acima de suas cabeças, uma caixa d’água sustentada por pedaços de madeira, sabe-se lá de que qualidade, que pode desabar a qualquer momento”, denunciou a sindicalista.

Caixa d’água sustentada por pedaços de madeira: risco de vir ao chão

No Anexo, as crianças não têm espaço para brincar, pois o prédio não foi pensado para ser um espaço escolar de Educação Infantil. A dirigente sindical, professora Gleise Sales, avaliou o espaço como impróprio para o aprendizado. “É impossível que as crianças se desenvolvam em espaços como o do ‘Anexo Pavãozinho’. O prédio é uma casa que está sendo usada como escola, mais um grande erro da Semed que coloca em risco a vida de professores, e o futuro das crianças”, destacou.

PRÉDIO ALUGADO – De acordo com a comunidade escolar, o prédio do Anexo Pavãozinho é de propriedade do vereador de São Luís, Pavão Filho, alugado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Semed. O local possui três 3 salas improvisadas de 1º Ano, com 24, 25 e 26 alunos, respectivamente. Um coordenador pedagógico visita a escola uma vez por semana.

VERBA FEDERAL – Apesar do cenário de “Caos na Educação”, os repasses de verbas federais prosseguem em dia, com o incremento, só em 2019, de R$ 117,3 milhões de Fundeb, e outros R$ 3,58 milhões do FNDE. 

O Blog Hora Extra tentou contato com a Secretaria Municipal de Educação para manifestação do órgão sobre o assunto exposto, mas não houve êxito.

Por 

O Blog Ilha Rebelde encontra-se aberto a esclarecimentos sobre a matéria, com a palavra as partes mencionadas.

Share.

Comments are closed.