10 jogadores que foram contratados por um time, mas nunca estrearam

0

Assinou, anunciou e até treinou, mas não estreou. Os bastidores do futebol são muito mais complexos do que se ‘imagina’, de modo que uma simples contratação pode gerar muitas dores de cabeça, seja por divergências entre os clubes ou com o próprio atleta, problemas médicos ou de comportamento, históricos ‘escondidos’ ou ainda por qualquer outra situação que comprometa o futuro do futebolista em determina equipe. Confira!

Rodrigo Fabri

​O meia-atacante Rodrigo deixou a Portuguesa em 1998 para acertar com o poderoso Real Madrid, no entanto, o acordo não caminhou bem, considerando que o Deportivo de La Coruña também alegou ter assinado com o brasileiro. Em Madrid, o atleta acertou sua permanência no time merengue, mas nunca disputou uma partida pela equipe, sendo consecutivamente emprestado para ​Flamengo​Santos e vários outros clubes antes de se desvincular totalmente dos Galácticos.

Luís Figo

Craque, Figo foi bastante cobiçado pelo futebol italiano após “explosão” no Sporting, de Portugal. A badalação o levou à Juventus e também ao Parma. O “embate”, no entanto, acabou com o meia-atacante acertando com o Barcelona e proibido de atuar na Itália por duas temporadas.

Diogo Jota e Santos Borré (Foto: Reprodução / Atlético de Madrid)

Diogo Jota e Santos Borré foram apresentados no mesmo dia no Vicente Calderón, mas nenhum dos dois chegou a disputar uma partida oficial com a camisa do Atlético de Madrid. O português foi emprestado ao Porto e depois ao Wolverhampton, que o comprou em definitivo, e o colombiano foi cedido ao Villarreal e depois vendido para o River Plate.

John Obi Mikel

Em alta no FK Lyn, da Noruega, Obi Mikel chamou atenção do futebol internacional, sendo bastante ventilado na Inglaterra. Os rumores logo se confirmaram e o levaram ao Manchester United, no entanto, o meio-campista nunca defendeu os Red Devils e acabou acertando com o Chelsea.

Kevin-Prince Boateng

Kevin-Prince Boateng acertou com o Genoa, da Itália, junto ao Portsmouth, da Inglaterra, em 2010, em uma negociação de quase 6 milhões de euros. Contudo, um mês depois, o Milan atravessou o negócio e fechou com o jogador antes mesmo dele estrear pelo rival italiano. A transação girou na casa dos 7,5 milhões de euros, além da taxa de empréstimo no valor 3 milhões de euros.

Sergi Guardiola

Guardiola estava no Alcorcón, da Espanha, quando assinou com o Barcelona para integrar o “time B” do clube. Contudo, poucas horas depois de sua apresentação, a agremiação descobriu tweets (publicações no Twitter) do jogador contra a instituição e Catalunha, e acabou demitindo o atleta. O espanhol acertou com o Granada B.

Keirrison

O brasileiro Keirrison explodiu para o futebol nacional e internacional com a camisa do Coritiba. À época, o atacante despontava como uma das grandes promessas do país verde e amarelo, sendo especulado em vários clubes e acertando com o ​Palmeiras. Em alta, o goleador fechou com o Barcelona, mas acabou não disputando uma partida pelo time espanhol.

Martín Demichelis

O famoso zagueiro Demichelis deixou o Málaga, da Espanha, para fazer a pré-temporada e defender o Atlético de Madrid. Porém, o argentino foi contrato pelo Manchester City dois meses depois e não disputou nenhuma partida pelos Colchoneros.

Antonio Cassano

Cassano teve uma grande carreira no futebol, tendo defendido o Real Madrid, a Roma, o Milan, a Internazionale e várias outras equipes ao longo dos 20 anos de sua trajetória no esporte. Porém, após deixar a Sampdoria e flertar com a aposentadoria, resolveu se aventurar no Hellas Verona. Contudo, o atacante “pendurou as chuteiras” duas semanas depois sem uma partida disputada.

Christian Vieri

Christian Vieri assinou profissionalmente com 14 equipes ao longo de sua carreira, no entanto, defendeu apenas 13. Em 2006, o atacante italiano fechou com a Sampdoria, mas acabou entrando em acordo com a Atalanta um mês depois e se transferindo seu um minuto disputado com a camisa da La Samp

(90Min)

Share.

Comments are closed.